Reta Final: prazo da entrega do Imposto de Renda 2020 termina terça-feira

Publicado em 27/06/2020 Editoria: Economia
Adiel Portes disse que ainda dá tempo para declarar o IR

Adiel Portes disse que ainda dá tempo para declarar o IR

Os escritórios de contabilidade já estão acostumados. Todo ano é a mesma correria nos últimos dias para acertar a conta com o Leão e este ano não está sendo diferente. De acordo com o contador e sócio de um escritório de contabilidade em Macaé, Adiel Portes, o movimento está além da rotina normal e o escritório ainda apresenta uma demanda faltante de aproximadamente 30% dos clientes. “Os profissionais da contabilidade já estão acostumados a fazer horas extras para atender todos os clientes e prazos da Receita Federal. O importante é o cliente não pagar multa”, salientou. O prazo termina no dia 30 de junho.

Adiel explicou que ainda dá tempo de fazer a declaração 2020. “Se o contribuinte estiver com dificuldades de juntar todas as informações, como bens, valores de aplicações ou despesas médicas, não tem problema. É importante ele enviar logo o informe de rendimentos para não pagar multa. Depois nós conseguimos retificar a declaração”, disse. A multa para quem não entregar até a data limite é de R$ 165,74 ou até 20% do imposto devido.

Portes revelou que esse ano o sistema da Receita Federal não apresentou lentidões. “Espero que continue assim no fim de semana, pois ele vai receber um volume grande de acessos”, afirmou.

A microempreendedora, Katherine Jardim, descobriu essa semana que vai precisar declarar Imposto de Renda e ficou assustada. “Eu nunca declarei, então não me preocupava com isso. Mas essa semana eu recebi uma mensagem de alerta sobre o fim do prazo e levei um susto. Procurei uma profissional da área para me orientar e fazer a declaração para mim”, contou.

Esse ano o prazo de entrega da declaração foi adiado por 2 meses, devido à pandemia de COVID-19. Adiel Portes disse que a extensão do prazo foi muito positiva para a categoria. “Para nós da contabilidade foi muito válido, pois tivemos muitas demandas para atender aos empresários nas adequações dos Decretos e Medidas Provisórias (MPs)”, finalizou.

Jornalista: Tathiana Campolina

Foto: Arquivo Adiel Portes

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)