Macaé News
Cotação
RSS

Quissamã e Conceição de Macabu são os únicos municípios da região com todos os candidatos deferidos

Publicado em 29/10/2020 Editoria: Eleições 2020 sem comentários Comente! Imprimir


A Justiça Eleitoral terminou a análise dos 46 candidatos a prefeito nos seis municípios da região do RJ News e apenas Quissamã e Conceição de Macabu tiveram todos os candidatos deferidos para o pleito eleitoral do próximo dia 15. No total, sete postulantes ao cargo do executivo municipal tiveram suas candidaturas indeferidas, por diferentes motivos, e a maioria busca reverter a situação em instâncias superiores. Rio das Ostras é a cidade com maior número de indeferidos: Dos nove candidatos, três estão nessa situação. Casimiro de Abreu soma dois candidatos indeferidos e Macaé e Carapebus, um candidato cada. Página 02

No total, 46 candidatos à prefeitura, dos seis municípios da área de abrangência do RJ News, foram analisados. Sete estão indeferidos

Nesta semana, a Justiça Eleitoral concluiu a analise dos candidatos ao executivo das cidades dentro da área de cobertura do RJ News. Apenas em Quissamã e Conceição de Macabu todas as candidaturas foram deferidas e nenhum candidato precisou apresentar recursos para concorrer ao cargo, cenário, que não é muito comum na maioria das cidades.

Em Rio das Ostras, três candidatos estão com pedido indeferido com recurso. Todos eles, apesar de ficha limpa esbarraram em ausência de requisito de registro. Entre eles, o Coronel Pessanha (PMB), Paulo Schleder (PSB), que também apresenta indeferimento de partido ou coligação, além de ausência de requisito de registro. E por fim, Poggian (PTC).

Em sua rede social, o candidato Poggian divulgou uma nota oficial do partido explicando que o indeferimento se deu por questões documentais e que a situação já está sendo resolvida.

Em Macaé, o candidato Riverton foi o único que teve sua candidatura indeferida, porém, também com a possibilidade de recurso em instância superior. O candidato esbarra nas Leis de Gasto ilícito de recursos (Lei 9.504/97), Ficha limpa (LC 64/90), Conduta vedada (Lei 9.504/97), Ausência de requisito de registro e, por fim, Abuso de poder (LC 64/90).

Em suas redes sociais, o candidato postou foto de uma carreata realiza e reafirmou sua candidatura. "O fato é que estamos lutando na Justiça para garantir o que está provado nas ruas. A população Macaense torce pela minha candidatura. Não vamos fugir disso! Vamos recorrer e garantir a nossa candidatura! Jamais colocaria em risco toda a minha trajetória política e pública por vaidade, são mais de 30 anos. Tenho fé em Deus, acredito na justiça dos homens e principalmente no povo dessa cidade que tanto amo! Eu sou macaense! E por essa cidade, serei candidato!", ressaltou.

Todos os demais candidatos de Macaé já foram julgados e aparecem como deferidos.

Em Casimiro de Abreu, dois candidatos a prefeito da cidade estão com a candidatura indeferida. Sendo eles: Nelson Ramos (Republicanos), que apresenta ausência de requisito de registro, e o atual prefeito Paulo Dames (PSD), que esbarra na Lei da Ficha Limpa.

Já em Carapebus, a análise da Justiça Eleitoral resultou em dois indeferimentos, um pedido não reconhecido e seis candidaturas deferidas, sem necessidade de nenhum recurso.

O candidato Manoel Pereira do PTC foi o primeiro a ter a candidatura indeferida. O motivo seria ausência de requisito de registro e parece que, até o momento, ninguém entrou com recurso.

A candidatura da atual prefeita, Christiane Cordeiro, também foi indeferida, mas agora tenta reverter a decisão em instâncias superiores. Apesar do indeferimento, gerado por questões que esbarram na Lei da Ficha Limpa (LC 64/90), a legislação eleitoral não impede que Cristiane continue com sua campanha nas urnas. Mas, caso a decisão seja mantida, todos os seus votos serão contatos como nulos.

O candidato Pastor Marcos (PTC) teve o pedido não conhecido, mas com a possibilidade de recurso.

› FONTE: RJ News


sem comentários

Deixe o seu comentário