Macaé News
Cotação
RSS

Comércio tem expectativa de vendas positiva para o dia das crianças

Publicado em 20/09/2020 Editoria: Economia sem comentários Comente! Imprimir


Legenda: Dia das Crianças representa 35% das vendas de brinquedos no ano

Legenda: Dia das Crianças representa 35% das vendas de brinquedos no ano

O Dia das Crianças é a primeira data comemorativa do ano de 2020 que terá o comércio local aberto. Depois de meses de isolamento e portas fechadas, os empresários da região norte fluminense estão com boas expectativas para a data. O Dia das Crianças costuma representar 35% das vendas de negócios relacionados a brinquedos no ano e pode marcar um novo momento para os lojistas.

Em Rio das Ostras, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) está esperançosa com a data. "As expectativas são excelentes, os clientes estavam há muito tempo sem consumir presentes, vejo o cenário muito favorável para as vendas e ainda temos o governo federal, que está injetando dinheiro na economia", disse animada a presidente, Patrícia Valverde.

Para garantir essa aproximação do público, Patrícia contou que a instituição apostará em campanhas nas redes sociais. Ela acredita que as pessoas irão optar por comprar pessoalmente os seus presentes. "O consumidor de um modo geral gosta muito de comprar tocando nas coisas. Apesar do mercado virtual ter crescido bastante, o presencial é muito melhor, as pessoas gostam de ir à loja comprar e elas já estão voltando", ressaltou Patrícia.

Para o dia 12 de outubro, as escolhas variam de acordo com o perfil e a idade das crianças. Mas uma coisa é certa, os pais e familiares investem. O dia é a 2ª maior data de lucro para o segmento, ficando atrás apenas do natal, o que enche os empresários de esperança.

Francisco Navega, empresário e presidente da Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM) disse que a data é uma esperança na retomada do comércio da cidade, além de trazer oportunidades de emprego. "Nós vínhamos nos recuperando em 2019, quando fomos surpreendidos pela pandemia. O comércio foi atingido em cheio. Passamos duas datas importantes com muitos setores fechados: o Dia das Mães e o Dia dos Pais. Hoje, com 90% dos setores em funcionamento, porém ainda com muitas restrições de horário, buscaremos igualar os números do ano passado, com todas as promoções possíveis. Isso representará, com ajuda de nossa comunidade, uma esperança na retomada do nosso comércio, além de trazer novamente o emprego, já que esse ano passamos de 12 mil desempregados com carteira assinada até agosto, um saldo negativo", pontuou Navega.

O empresário pediu ainda a colaboração da população para ajudar a economia da cidade. "Peço que nossa comunidade macaense compre no comércio local, que nos dê essa oportunidade. A cidade tem essa capacidade de ser fraterna e amiga. Nada melhor do que ver de novo nosso comércio ajudando a superar esse momento", convidou o presidente da ACIM.

Rafael Tavares afirmou que pensou em comprar online, mas agora já começou a repensar na ideia, pois devido ao aumento da demanda de compras por e-commerce, algumas empresas aumentaram o prazo de entrega.

"Com o retorno das lojas, acredito que vou conseguir achar o presente ideal aqui na cidade, sem precisar me preocupar com o prazo de entrega, que na compra online acaba sendo maior", explicou.
 

› FONTE: RJ News


sem comentários

Deixe o seu comentário