Macaé News
Cotação
RSS

Macrodrenagem aumentará captação de águas das chuvas

Publicado em 22/01/2020 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


Os dois canais seguirão até a Rua Humberto Queiroz Matoso

Os dois canais seguirão até a Rua Humberto Queiroz Matoso

Para minimizar os alagamentos em diversos pontos da cidade, a Secretaria Adjunta de Obras, ligada à Secretaria de Infraestrutura, atua, desde novembro de 2019, nas obras de macrodrenagem que irão beneficiar os bairros Praia Campista, Novo Horizonte, Campo D´Oeste, Sol Y Mar, Visconde de Araújo e Miramar.

O projeto visa aumentar a capacidade de captação de águas das chuvas com a ampliação do canal da Avenida Fábio Franco (Linha Vermelha) e construção de outros canais auxiliares nas Ruas Jonas Mussi e Cristal, no Sol Y Mar.

De acordo com o secretário adjunto de Obras, Marcelo Mussi, os serviços começaram pelo canal auxiliar na Rua Jonas Mussi. São 550 metros de extensão por 3,60 x 1,90 metros de largura e profundidade. Ele acrescentou que a primeira etapa da obra contempla ainda a construção do segundo canal auxiliar na Rua Cristal com 450 metros de extensão por 3,80 x 2,0 metros de largura e profundidade. Os dois canais seguirão até a Rua Humberto Queiroz Matoso.

Já a ampliação do canal Fábio Franco está prevista para começar na segunda quinzena de fevereiro. Ele será estendido em 1700 metros até o supermercado Extra Riviera. Serão implantadas galerias com cinco metros de largura por três metros de profundidade. Segundo Mussi, todos os canais serão conectados com o canal da Evaldo Costa.

“Essa primeira etapa da obra tem previsão para conclusão em agosto deste ano. Os próximos serviços serão nas estações de bombas da elevatória Télio Barreto, que terão sua capacidade aumentada em quatro vezes. O sistema das bombas está em pleno vapor, com gerador abastecido e estação recuperada. Contamos com uma equipe de plantão 24 horas para qualquer emergência”, destacou o secretário de Infraestrutura, Célio Chapeta.

O secretário acrescentou que após o aumento da capacidade de captação de água, os trabalhos irão se concentrar na microdrenagem. A ideia será atuar nos alagamentos pontuais dos bairros. “A macrodrenagem irá minimizar bastante, porém, podemos ter alguns pontos que serão resolvidos com a microdrenagem”, frisou Chapeta.

› FONTE: Secom Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário