Macaé News
Cotação
RSS

Câmara cobra explicações ao prefeito e ganha líder do bloco de oposição

Publicado em 19/04/2017 Editoria: Política sem comentários Comente! Imprimir


Marcel assume função de líder do bloco de oposição

Marcel assume função de líder do bloco de oposição

Numa reunião em que os parlamentares cobraram do prefeito explicações sobre os acidentes ocorridos recentemente no Ginásio Poliesportivo Engenheiro Maurício Soares Bittencourt e que aprovaram 13 proposições sem nenhum debate, o vereador do PT, Marcel Silvano assumiu função de líder do bloco de oposição. Durante a sessão ordinária da Câmara Municipal desta terça-feira (18), apenas o Projeto de Lei Complementar 013/2017, a “Lei dos Diretores”, entrou na pauta para a primeira discussão.

Os vereadores macaenses se concentraram em pedir explicações ao governo municipal pelos dois acidentes ocorridos nos últimos dias no Ginásio Poliesportivo que, segundo relatos, um homem foi encontrado morto (eletrocutado) na última segunda-feira (17), próximo à caixa de força do ginásio. No mesmo dia, um dos muros do imóvel desabou, provocando muitos questionamentos da população.

O presidente do Legislativo, Eduardo Cardoso (PPS), divulgou a realização de uma sessão extraordinária na próxima segunda-feira (24), às 10h para que sejam votadas as muitas proposições que tramitam na Casa. “Precisamos de sessões extras para dar conta de votar todas as propostas dos vereadores”, esclareceu.

Depois de aproximadamente quatro anos num mandato que assumiu a posição de independência ao governo, o vereador Marcel Silvano anunciou que passou a assumir função de líder do bloco de oposição no parlamento macaense. O requerimento com o anuncio foi lido durante o expediente desta sessão.

Com um discurso firme, o vereador disse que a oposição irá organizar a cidade, desorganizando todo o sistema político que se instaurou em tão pouco tempo de governo. Marcel teceu duras críticas ao momento confuso que está o cenário político da cidade, quando a maioria dos que compuseram a bancada governista, principalmente, lideranças do Governo na Casa, declaram explicitamente que os laços estão sendo desfeitos.

Para Marcel isso é a consequência da postura de um prefeito que tem um perfil autoritário, arrogante, de pouco diálogo e que se justifica colocando as falhas nos seus secretários.

- É difícil indicar liderança quando só você é bom, ninguém pode ser nem perto do que você é. Sobra corrupção, sobram relações promíscuas, insinuações de que vive de chantagem de empresário ou de político e lideranças. Esses caminhos são inquestionáveis quando o resultado é o erro, o erro estratégico, histórico, político, administrativo, que inverte as prioridades. E não há mais tempo de mudar essa postura, não há mais tempo para esse governo e nem vontade na minha avaliação -, disse Marcel.

O vereador petista acentuou que diante deste cenário e dos posicionamentos, o papel da oposição é estar disposta e lutar para organizar a cidade. “É nos organizando que vamos desorganizar todo o sistema político que se instaurou em tão pouco tempo de governo, de quase cinco anos. Parece difícil vencer de tão distante que ficou da realidade. As pessoas se sentem acima da humanidade. A tarefa é organizar a cidade para refazer o grande sonho de construir uma cidade mais justa, uma cidade real, com problemas reais, mas com uma busca de soluções permanentes”, destacou Marcel. 

› FONTE: Jornalista Lourdes Acosta com assessoria.


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: